Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Este espaço pretende contar a história do Refúgio no Xisto, um antigo palheiro reconvertido em casa de férias, na aldeia do xisto do Candal - Serra da Lousã


E com ele chega a preparação de mais um inverno, no refúgio no xisto.

Nos, fim-de-semana solarengos, o tempo é aproveitado para armazenar e acondicionar lenha. Os dias frios e chuvosos destas serranias, exigem que o inverno seja precavido. É assim, desde a antiguidade.

Para nós, é também uma oportunidade de limpar a mata. Muita matéria combustível vai ficando esquecida em redor do pequeno refúgio.

Os troncos que vão caindo das árvores, ou resultado das podas, são aproveitados para lenha, assim como as pinhas. Que são a nossa preferência para acender a salamandra, muito mais natural e ecológico que as modernas acendalhas. Existe também, alguma caruma, que guardamos para usar no magusto, que há-de chegar com o verão de São Martinho.

 

Para aqueles que nos visitam, deixo a imagem de uma tarde de trabalho (com a certeza que ainda há muito por recolher e armazenar).

Lenha.png

 Imagem que aquece o coração e não só!

 

p.s Um obrigada muito grande aos meus pais, que mais uma vez se juntaram nesta tarefa. <3 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mensagens



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog